Previous Next
  • 1
  • 2
93º ENIC - 18 a 21 de outubro (Inscrições Abertas) De 18 a 21 de outubro. 100% digital.100% gratuito.De um jeito que você nunca viu.Ainda mais inovador, fácil e acessível. Faça já sua inscrição: http://cbic.org.br/enic... Leia mais...
SEMINÁRIO JUDICIÁRIO E MERCADO IMOBILIÁRIO: Um diálogo necessário sobre vícios construtivos Estudo realizado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), a partir de informações compartilhadas pela Caixa, constatou que tramitam na Justiça Federal mais de... Leia mais...
Crea e Sinduscon-GO alinham ações para valorização da Engenharia O presidente do Crea-GO, Eng. Civ., Agric. e Seg. Trab. Lamartine Moreira, recebeu a visita do presidente do Sindicato das Indústrias da Construção de Goiás... Leia mais...
PERSPECTIVAS DA GESTÃO DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL O Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-GO), com o apoio do CREA-GO, convida empresários e profissionais do setor para participarem do Webnar Perspectivas da... Leia mais...

PUBLICIDADE HORIZONTAL

Destaques de Serviços

agenda eventos icon parceiros icon cub
locacoes icon convencoes icon

Mensagem do Presidente do Sinduscon-GO

Last Updated: 03 September 2021

Caros Associados gostaríamos de trazer uma reflexão destes primeiros meses da nova gestão. Ainda estamos em plena Pandemia do Covid, porém nossos canteiros e fábricas obtiveram bons resultados em suas estratégias de contenção da contaminação. Não obstante, perdemos vários amigos, parentes e vizinhos, definindo estes dois anos como a maior crise sanitária que o país já viveu. Em particular foi-se um de nossos diretores, o Miranides Esteves de Mattos, grande engenheiro civil, inestimável amigo de todos que tiverem a honra de com ele conviver.

Mas continuamos firmes, zelosos com nossos protocolos de segurança estabelecidos pelo Seconci – nosso serviço social da indústria da construção. A continuidade dos cuidados é condição primeva para a retomada com segurança.

 

Nosso setor passou, e está passando, por outra pandemia que é o desabastecimento e os aumentos dos materiais. O que estamos assistindo, desde agosto de 2020, é uma das maiores transferências de renda entre setores econômicos, das construtoras e sua cadeia para as indústrias de base, em particular as siderúrgicas e as cimenteiras. Os índices denunciam com IGPM batendo nos 35%, INCC e CUB convergindo para 19%. Particularmente alguns materiais subiram estratosféricos 190%. Está evidente que esta situação afetou o equilíbrio dos contratos, tanto nas obras públicas como privadas. Assunto que o Sinduscon GO, juntamente com outras entidades nacionais como a CBIC – Câmara Brasileira da Indústria da Construção e a CNI – Confederação Nacional da Indústria, tem tratado para encontrar alternativas legais para os reequilíbrios e a devolução do nosso setor para a normalidade. Aparentemente este mês de julho demonstrou sinais de arrefecimento dos aumentos, com o CUB cravando 0,55% de aumento no mês. Esperamos que isto seja a sinalização de mares menos bravios.

Por outro lado, o setor imobiliário se apresenta pujante, com significativo aumento de vendas. O que se observa são vários fenômenos que convergem para isso, como o movimento volta para casa e a valorização do ambiente de morar, consequência do isolamento da Pandemia assim como a diminuição das taxas de juros, tornando mais acessível o financiamento e também, do ponto de vista de investimento, uma migração de outros ativos para o setor imobiliário. Nas obras Industriais e Corporativos se observa o retorno das obras especialmente nos setores de alimentos, farmacêutico, celulose e de logística. No setor público o retorno ainda é tímido porém há grandes expectativas das obras privadas advindas de concessões e privatizações em especial na infraestrutura.

Muito está sendo feito porém sua ajuda é crucial para mantermos as ações em andamento e novas iniciativas que proporcionem uma melhoria do ambiente de negócios. Queremos compartilhar algumas de nossas atuações recentes:

  • Nova Lei de Licitações – Conseguimos que fossem aprovados dois pontos basilares: concorrência somente com projetos executivos e com licença ambiental já obtida.
  • Convenção Coletiva – Fechamos a CCT dentro do prazo normal, com boa interlocução com o sindicato laboral. Estamos convergindo para uma agenda comum de interesses mútuos aonde os nossos colaboradores são valorizados como nosso grande patrimônio.
  • As diretorias estão atuantes, seguindo o planejamento estratégico estabelecido no início do ano.
  • Estamos conseguindo um equilíbrio financeiro, em função dos grandes esforços das diretorias administrativa e financeira e, naturalmente, da excelente adesão das empresas associadas no sentido de manter a adimplência.
  • Reequilíbrio de Contratos – Participamos de várias incursões para o convencimento dos órgãos públicos da urgência e da necessidade indiscutível dos realinhamentos. Obtivemos junto à FGV – Fundação Getúlio Vargas a fundamentação dos sucessivos aumentos de materiais, dando base jurídicas aos pleitos.
  • Novo Plano Diretor de Goiânia – Estamos trabalhando junto com o FGH – Fórum Goiano da Habitação (Sinduscon GO, Ademi GO, ADU e Secovi GO) e o CODESE em gestões junto à Seplanh e à Câmara para que o plano seja producente e traga benefícios à todos, em especial ao bem estar do goianiense.
  • Novo Marco do Saneamento – Estamos acompanhando os passos da implantação deste importante instrumento que possibilitará a universalização do saneamento em Goiás até 2033. São estimados 24 bilhões de investimentos, grande parte deles em construção civil.
  • Implantação do BIM – Várias ações estão sendo desenvolvidas para a efetiva implantação. Uma das principais vertentes é a implantação do BIM para aprovação dos projetos na prefeitura de Goiânia e em todas as cidades goianas.
  • Agências Ambientais – Aproximação do sindicato com as autoridades do setor para tornar o licenciamento ambiental mais célere.
  • SANEAGO – Estamos tendo uma boa progressão em nossas tratativas no sentido de resolver os AVTOs necessários.
  • CAIXA – A interlocução que sempre foi profícua está mantida e resultará em melhorias nos processos de aprovação e celeridade.
  • ENEL – Estamos atuando com apoio da FIEG – Federação das Indústrias do Estado de Goiás, com forte solidariedade do presidente Sandro Mabel.
  • CREA – Conduzimos várias tratativas conjuntas, com boa interlocução, em especial em ações para a valorização da Engenharia e de compartilhamento do BI – Business Intelligence.
  • Novo Código Florestal Urbano – Estamos apoiando da forma como foi aprovado na Câmara dos Deputados, transferindo aos municípios a atribuição para legislar sobre os mananciais que passam pelas cidades. A partir de então teremos que atuar junto aos municípios para elaborar as legislações mais assertivas no setor.
  • Tecnologia – Temos feito eventos virtuais para trazer as melhores práticas e tecnologias disponíveis. Um destes instrumentos está sendo o Living Lab C, juntamente com a UFG – Universidade Federal de Goiás. Também a Comunidade da Construção – Grupo que reúne dezenas de construtoras e entidades buscando melhorias tecnológicas.
  • Sinduscon Jovem – Grupo de jovens empreendedores que participam com obtenção de mentorias, desenvolvimentos de habilidades e ações na sociedade. Convidamos aos jovens formandos e recém-formados a se juntarem ao grupo.

Enfim, há muito o que ser feito. Contamos com a sua sempre valorosa colaboração. Traga suas sugestões para que possamos ser proativos e que nossos esforços resultem em ganhos para as empresas e todo o nosso ecossistema da construção. Mão à obra!

Cezar Mortari – Presidente do Sinduscon GO


PARCERIA 

 

cbic servicos
cbic servicos
 pasi banner

 

 

 

Subir