PUBLICIDADE HORIZONTAL

Construtoras de Goiânia compartilham ações de sustentabilidade no 1º Pitch Day Living Lab C

on 04 June 2021

O Living Lab C é o primeiro laboratório vivo do Centro-Oeste com foco em inovação e sustentabilidade na construção civil. O projeto com promoção da Universidade Federal de Goiás (UFG) e desenvolvimento das atividades pelo programa Comunidade da Construção de Goiânia realizou, no dia 19 de maio de 2021, a primeira edição do Pitch Day Living Lab C.

Por meio de apresentações curtas, as construtoras convidadas (Consciente Construtora, Grupo Toctao, New Inc, Pontal Engenharia e Sousa Andrade) compartilharam seus cases de boas práticas de inovação e sustentabilidade.

O encontro on-line teve 80 participantes e contou com as presenças do Presidente do Sindicato da Indústria da Construção no Estado de Goiás (Sinduscon-GO), Cezar Valmor Mortari; da Tecnologista do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Daniela Mattar; do Gerente de Programas Metropolitanos e Habitacionais da Secretaria de Desenvolvimento e Inovação do Estado de Goiás, Carlos Eduardo Silva de Faria; além de profissionais ligados à cadeia produtiva da construção civil, acadêmicos, representantes do setor público e de entidades.

O Presidente do Sinduscon-GO ressaltou a relevância de iniciativas como o Living Lab C: “Não há como progredir com o governo, universidades e outras instituições seguindo caminhos diferentes. É preciso percorrer o mesmo caminho do ecossistema de inovação, a partir de interesses comuns, em que cada um oferece sua parcela de contribuição”, disse Cezar Mortari na abertura do evento.

Cezar Mortari – Presidente do Sinduscon-GO

“O Living Lab C trabalha com todo o sistema da inovação e se destaca pela parceria estreita e as relações de confiança já estabelecidas entre setor público, academia e setor privado. A temática dos próximos dois anos, Gestão de Resíduos, é um problema mundial que interfere muito na questão climática, além de mover várias ODS. É um projeto complexo e muito completo, uma semente que esperamos dar muitos frutos”, relatou a Tecnologista do MCTI, Daniela Mattar.

daniela mattar

O Professor da UFG, Dr. Oswaldo Cascudo, esclareceu que o Living Lab C é um projeto do programa Comunidade da Construção de Goiânia, no qual atua como Coordenador Técnico. O programa se estrutura pela parceria entre a ABCP (Associação Brasileira de Cimento Portland), o Sinduscon-GO e a UFG, e há 19 anos promove um fórum de discussão permanente dos representantes da cadeia produtiva da construção, por meio de múltiplas atividades pautadas pelos assuntos de interesse do setor, troca de conhecimento e experiências.

Discorreu sobre o conceito e a metodologia do Living Lab C – que pressupõe o Ecossistema Quádrupla Hélice ao integrar usuários (sociedade), instituições de ensino e os setores público e privado – a Coordenadora do projeto, Pró-Reitora Adjunta de Pesquisa e Inovação e Diretora de Transferência e Inovação Tecnológica da UFG, Professora Dr.ª Helena Carasek. “O Living Lab C tem foco em inovação e sustentabilidade na construção civil. Para o biênio 2021-2022, será trabalhada a temática Gestão e Reaproveitamento de Resíduos de Construção Civil – RCC, visando o desenvolvimento de soluções criativas, aplicáveis na prática, e com potencial de geração de negócio”, destacou ela.

 dra helena

Logo em seguida, a Administradora de Empresas e Consultora de Sustentabilidade da New Inc, Camila Storti, mostrou a linha do tempo dos diversos prêmios e certificações nacionais e internacionais alcançadas pela empresa em função de sua política de sustentabilidade. Seu intuito foi motivar o público do Pitch Day a empreender iniciativas nessa área, já que as construtoras goianas têm o potencial para conquistas maiores. Na oportunidade, apresentou o Programa Viva Casa, que consiste na doação de casas aos funcionários da New Inc, utilizando o valor economizado por meio da gestão de RCC, de recursos energéticos e de água.

 camila storil

Trouxe sua experiência para o evento como Gestora Ambiental do Grupo Toctao, a Me. Cinthia Martins, que instigou algumas reflexões quanto à geração dos resíduos sólidos urbanos, uma vez que cerca de 60% são da construção civil, segundo dados da Abrelpe (2019). A profissional ressaltou que não gerar o resíduo é essencial, mas considerando que ainda não é possível uma construção zero resíduos, a redução, a reutilização, a reciclagem e o tratamento adequado são necessários. Destacou ainda o processo de manejo dos resíduos nos canteiros de obras da construtora.

cintia martins

A apresentação da Pontal Engenharia foi realizada pelo seu Gestor de Obras e da Qualidade, Engenheiro Civil e de Segurança do Trabalho Wesley de Andrade Galvão, que explanou sobre as ações de sustentabilidade para uma produção mais limpa, incluindo coleta seletiva, reciclagem, reaproveitamento de madeiras e tapumes, eliminação do uso de alguns materiais de madeira, captação e reuso de água, aproveitamento de argamassa, além das iniciativas voltadas para a comunidade de recuperação de áreas degradadas e educação ambiental. Um case relevante da construtora é o da Logística Reversa, que permite a produção de bloco de argamassa com resíduos da obra. “Trata-se de um processo vivo que requer muitos testes e está o tempo todo sendo aperfeiçoado. Passamos a entender que o resíduo é matéria-prima e gera riqueza”, ressaltou o Engenheiro.

wesley de andrade

Em etapa de diagnóstico e implantação de melhorias para conseguir a Certificação B, conferida às empresas que visam o desenvolvimento socioambiental aliado ao lucro, a Sousa Andrade por meio de sua Analista da Qualidade, Engenheira Civil Lúria Diniz, compartilhou suas ações ambientais atuais e futuras. Entre as que estão sendo realizadas, foram apresentadas: a redução de emissão de gases do efeito estufa, por meio do bicicletário na obra Vítreo Marista; reaproveitamento de sobras de outras obras para a execução de estruturas de canteiro, como o jardim vertical e a horta orgânica comunitária na obra Vero Home Gourmet; educação ambiental para os colaboradores; placas de sinalização nas obras relacionadas à sustentabilidade.

 luria diniz

A última apresentação do Pitch Day Living Lab C foi do Coordenador de Obras da Consciente Construtora, Engenheiro Civil Leonardo Menezes, que trouxe o case “Gestão de Canteiro da Obra World Trade Center”. Ações de sustentabilidade em projeto foram elencadas, tais como: reuso de 100% das águas dos drenos dos aparelhos do ar-condicionado, abastecimento de carros e bicicletas elétricos, o uso de placas fotovoltaicas para a iluminação da área comum, vários sistemas de economia de água e energia, redução de ilhas de calor com o acréscimo de área verde em mais de 700%. De acordo com o Eng. Leonardo, as premissas e as diretrizes do case WTC de gestão 100% dentro do canteiro – cujo objetivo é o respeito à vizinhança, ao trânsito e à comunidade – trouxeram vários desafios que estão sendo superados por meio do detalhamento da obra; simultaneidade de atividades de concretagens em fundação, estruturas das torres comercial, residencial e das periferias; racionalização das atividades e gestão precisa de fornecimento e entregas com fornecedores; além de comunicação afinada da equipe.

 leonardo menezes

A interação ao longo do encontro on-line demonstrou a satisfação dos participantes com o conhecimento e experiências compartilhadas pelas construtoras, gerando uma expectativa positiva para as próximas iniciativas do Living Lab C.

Adriana Costa
Relações Públicas
Comunidade da Construção de Goiânia / Living Lab C

 

Acompanhe as novidades e próximas ações pelas redes sociais:

@livinglabc e @comunidadedaconstrucaogoiania

Clique abaixo para acessar as apresentações do 1º Pitch Day Living Lab C.

wesley galvao

PRODUÇÃO MAIS LIMPA E SUSTENTÁVEL COM RESÍDUO ZERO

apres leonardo menezes

CASE WTC-PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS. (GESTÃO INTERNA NO CANTEIRO) 

press luria diniz

INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE NA CONSTRUÇÃO CIVIL 

press cintia martins

GESTÃO SUSTENTÁVEL DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL

press helena

LIVING LAB C E AS PERSPECTIVAS PARA O 2º SEMESTRE/2021

press camila storti

INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE NA CONSTRUÇÃO CIVIL 

Subir